Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

O grupo hoteleiro estreia, este ano, o Tivoli Open Day, uma “forma de recrutar mais pró-activa” revela Helena Costa, directora de recursos cliente restaurantehumanos. O evento realiza-se a 18 de Janeiro.

O turismo vai ser um dos sectores que mais vai recrutar em Portugal neste ano que acaba de começar. Em 2015 as contratações cresceram 30%. Uma tendência que promete continuar. Até 2020, o número de turistas em Portugal deve crescer cerca de 40%. O que significa um acréscimo de quatro milhões de novos turistas, de acordo com as previsões da Organização Mundial do Turismo. E o número de novos hotéis aumentou 135% relativamente ao ano anterior. O sector do turismo teve uma facturação superior a 2,2 mil milhões de euros em 2015. Para fazer face a este crescendo de procura, as unidades hoteleiras estão a reforçar as contratações.

É o caso do Grupo Tivoli Hotels & Resorts que estreia este ano o “Tivoli Open Day”. “Uma forma de recrutar mais pró-activa, mas também mais próxima e personalizada”, esclarece Helena Costa, directora de Recursos Humanos do grupo. O objectivo é “atrair as melhores pessoas e, para isso, temos que mostrar tudo o que temos para oferecer – em termos de postos de trabalho” mas também de perspectivas de progressão “da carreira associada à marca Tivoli”. Para conseguir os mais talentosos decidiram antecipar o processo de recrutamento para o próximo dia 18 de Janeiro. O dia começa com uma apresentação dos casos de sucesso na Tivoli Hotels & Resorts, seguida de uma sessão sobre como construir o seu CV. Mas o ponto alto serão as ‘speed interviews’. Um sistema que prevê entrevistas marcadas previamente com os candidatos que o hotel já tem na base de dados e que considera “os mais interessantes”, esclarece Helena Costa. Depois haverá uma “caça talentos” para captar as pessoas mais interessantes do evento e fazer-lhes uma ‘speed interview’ imediata, acrescenta a responsável de recursos humanos do grupo. Ao todo o Tivoli pretende recrutar cerca de 350 pessoas nos primeiros meses do ano. A maioria são para o Algarve, mas há também lugares nas unidades hoteleiras de Lisboa, Sintra e Coimbra. Há oportunidades em quase todas as áreas que possa imaginar que existam num hotel. Desde o sector de alimentação e bebidas, passando pelo alojamento, vendas, recursos humanos, secretariado e controle de qualidade, entre muitas outras áreas. “A atitude “ é a competência mais valorizada porque “acreditamos na velha Máxima “Hire for atttitude, train for skill”, diz a responsável pela gestão do capital humano do grupo (ver entrevista ao lado).

Hoteleiros optimistas para 2016

No ano passado, abriram 65 novos empreendimentos turísticos, um aumento de 135% em comparação com 2014. Um crescimento que ultrapassou as estimativas iniciais. “Os hoteleiros estão muito optimistas em relação a 2016 e prevêem uma melhoria generalizada de todos os indicadores”, revela Cristina Siza Vieira da Associação de Hoteleiros de Portugal (AHP). O relatório daAHP, divulgado recentemente, antecipa “uma evolução nos mercados de Espanha, Portugal, Reino Unido, França e Alemanha, que se manterão como os principais mercados emissores”. No que se refere aos segmentos, a AHP salienta que os ‘city/short breaks’, o ‘touring’ e o ‘MICE’ (reuniões e incentivos) terão os melhores desempenhos este ano.
Cerca de 76% dos inquiridos pela AHP admite uma melhoria na taxa de ocupação e 73% dos empresários confirmam também a subida do preço médio. O mercado emissor com maior evolução face a 2014 foi o francês, seguido do espanhol e do nacional. De acordo com a AHP, os principais mercados emissores continuam a ser Portugal (para 19% dos inquiridos), Espanha (para 17%), França (para 15%) e Reino Unido (para 12%).

Fonte: Económico