Votos do utilizador: 1 / 5

Estrela ativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 
Presentes de NatalO que oferecer aos colegas de trabalho

Entre as listas intermináveis de compras de Natal os colegas de trabalho aparecem, invariavelmente, como uma das escolhas mais difíceis de fazer. Ainda mais, quando se tratam de pessoas com quem muitas vezes não temos sequer grande intimidade e que somos forçados a presentear no âmbito das trocas de presentes ou sorteios de Natal da empresa. Oferecemos-lhe algumas sugestões, para o ajudar a decidir o que oferecer sem correr o risco de quebrar o protocolo!
Algumas sugestões
  • Mantenha o bom senso. Lembre-se que se tratam de colegas de trabalho e não familiares, existindo um grau de proximidade diferente e uma formalidade que deverá ser respeitada.

  • Se conhecer bem os gostos da pessoa em causa, opte por qualquer coisa relacionada com os seus hobbies, interesses ou que tenha alguma utilidade prática. Em alternativa, aposte em algo genérico, que possa servir para qualquer pessoa, independentemente das suas preferências.
  • Normalmente a dificuldade acresce quando se trata de comprar presentes para o chefe. Neste caso, sugerimos que procure algo num espírito “executivo”, relacionadas com a gestão de tempo ou objectos anti-stress. Uma agenda ou uma caneta serão também uma opção segura.
  • Há presentes que quase toda a gente aprecia e que, apesar de menos originais, são sempre uma solução eficaz! Por exemplo, conjuntos de chás aromatizados, chocolates, canecas, molduras, livros, acessórios para a secretária,...
  • A maior parte das lojas e supermercados têm cabazes de Natal para todas as bolsas e muitas vezes permitem construir um cabaz personalizado. Esta pode ser uma boa opção para quem gosta de um cunho mais pessoal nos seus presentes!
    ... E vivam os vales! Cheque CD, cheque livro, cheque para roupa... Se não conhece muito bem a pessoa que lhe “saiu na rifa” esta pode ser a melhor opção. Outra opção cada vez mais em voga são os vales para serviços, sobretudo para o público feminino. Por exemplo: um vale de massagem, cabeleireiro, manicura...
  • Se trabalha num determinado ramo ou conhece bem o seu “amigo secreto” poderá sempre presenteá-lo com uma assinatura de uma revista de especialidade ou que sabe que ele compra frequentemente.

    A evitar:

    Evite presentes muito pessoais como perfumes, maquilhagem, roupa interior, a não ser que a equipa seja realmente muito chegada e todos se conheçam muito bem.

  • Está completamente proibido comprar presentes claramente abaixo do valor estabelecido. Ainda pior, os “souvenirs” (um galo de Barcelos ou uma torre Eiffel) ou oferecer brindes de outra empresa, com o logótipo bem visível.
  • Não ultrapasse o plafond . Poderá passar por exibicionista ou “graxista” e não cairá bem perante os seus colegas. Se há uma pessoa com quem tem uma relação mais próxima e a quem gostaria de dar um presente melhor, faça-o noutra ocasião, de preferência fora da empresa.
  • Para evitar ferir susceptibilidades, afaste-se de presentes como garrafas de vinho e de whisky, por exemplo. Algumas empresas consideram pouco apropriada a troca de presentes em forma de bebidas alcoólicas.
  • Repetir presentes de ano para ano não é algo totalmente proibido, mas lembre-se que um dos aspectos mas agradáveis de receber está exactamente no factor surpresa.
  • Evite oferecer coisas feitas por si, pois corre o risco de passar por forreta. Guarde este tipo de presentes para pessoas com quem tem mais confiança. Pode, no entanto, dar um ar mais familiar à ocasião, se fizer uns bolinhos, por exemplo, para partilhar durante a troca.

  • Fonte:"http://superemprego.sapo.pt/"