Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 
À margem do sucessoPara ajudá-lo a analisar o seu perfil, seleccionámos seis sinais que denunciam se está destinado a ficar preso a uma carreira “mediana”.
A competitividade no mercado de trabalho leva a que bons conhecimentos e competências técnicas não sejam por si só suficientes para garantir uma carreira de sucesso. Por um lado, o “bom profissional” continua a ser aquele que veste a camisola da empresa, que respeita os princípios da organização, que é pontual, produtivo, cumpridor e empenhado...
No entanto, para o bem e para o mal, a verdade é que os tempos estão mesmo a mudar e um profissional bem sucedido nos dias de hoje tem umas características muito diferentes das que eram valorizadas há alguns anos atrás. Acha que o seu futuro profissional é promissor ou não se considera talhado para o sucesso? Para ajudá-lo a analisar o seu perfil, seleccionámos seis sinais que denunciam se está destinado a ficar preso a uma carreira “mediana”.

# 1 – Prefere formação à auto-aprendizagem
Sejamos honestos, nos dias que correm a maior parte das empresas não tem capacidade (nem estrutura, nem tempo) para dar formação a todos os seus colaboradores, sobretudo em áreas de conhecimento muito específicas ou avançadas. Para ser um “profissional top” tem de saber desenvolver as suas competências por sua própria iniciativa e não ficar à espera que lhe seja proposta alguma acção de formação pela empresa onde trabalha.

# 2 – Não consegue trabalhar bem em equipa
Uma coisa é ter autonomia, ser um pouco introvertido ou até mesmo preferir trabalhar sozinho. Outra coisa completamente diferente é não conseguir relacionar-se com outros e integrar uma equipa de trabalho, trabalhando em conjunto para um produto final. Cada vez mais, as competências pessoais, sobretudo a nível do relacionamento interpessoal, são requisitos imprescindíveis a qualquer profissional.

# 3 - Gosta de trabalhar das 9h às 17h
O mundo move-se a uma velocidade cada vez maior. É preciso estar sempre alerta às mais pequenas movimentações pois, de um momento para o outro, todo o cenário pode mudar. Um profissional de topo, nos dias de hoje, sabe que a sua vida profissional deve ir para além do tempo que passa no trabalho e mantém-se sempre atento ao que se passa na sua área de negócio.

# 4 - Prefere estabilidade à mudança
O conceito de progressão de carreira mudou por completo nas últimas décadas. Se há alguns anos atrás era normal entrar-se numa empresa no inicio de carreira e ai permanecer até à idade da reforma, nos dias de hoje a progressão faz-se mudando de funções, de área de actividade e até mesmo de empresa. Uma carreira de sucesso não se constrói ficando sempre no mesmo sítio, com as mesmas responsabilidades e a fazer as mesmas coisas.

# 5 – Acha que a sua opinião é sempre melhor
Enquanto que a auto-confiança é uma mais-valia muito apreciada no contexto profissional, o mesmo não se pode dizer da arrogância normalmente associada àqueles não sabem lidar com comentários ou sugestões de quem com eles trabalha. Não há só um caminho para cada solução e nada melhor do que estar receptivo a novas perspectivas e diferentes métodos de trabalho para desenvolver as suas próprias competências.

# 6 – Não coloca brio pessoal no seu trabalho
Há quem cumpra ordens e desempenhe as suas funções rigorosamente, e depois há quem goste de dar um pouco mais de si. As empresas de hoje querem cada vez menos colaboradores automatizados e padronizados nas suas equipas. Saber dar um cunho pessoal ao que faz, ter orgulho no trabalho e saber apreciar o valor de cada resultado torna-nos profissionais mais competentes e mais motivados.


# 7 – Cede rapidamente à frustração
Seja em que área for e independentemente da função que se ocupa, é difícil fugir às frustrações, mas é essencial saber contorná-las. Um profissional que se deixa facilmente desanimar ou angustiar por um momento menos bem sucedido não estará apto a integrar o ritmo acelerado do mercado de hoje. Seja um problema que parece não ter solução, uma discussão mais acesa ou um prazo mais apertado, é preciso saber lidar positivamente com cada obstáculo que nos surge no dia-a-dia.