Cantinho do Emprego

Home Emprego Curriculum Vitae (CV) A carta de apresentação
A carta de apresentação
Avaliação: / 6
FracoBom 
Domingo, 14 Setembro 2008 10:02



A carta de apresentaçãoAs cartas de apresentação são o primeiro contacto pessoal que um potencial empregador tem consigo; assim, nelas deve tratar estritamente de negócios, embora deixando "passar" algo da sua personalidade.

Diferentes Tipos de Cartas de Apresentação
Carta resposta a um anúncio específico de emprego.
Carta prospectiva/carta de referência.
Carta de agradecimento (depois da entrevista)
Carta posterior a uma recusa de emprego Embora cada carta tenha o seu objectivo particular há alguns prós e contras gerais.
Envie a sua carta a uma pessoa específica e certifique-se de que essa é a pessoa certa. Se não sabe o nome do Chefe de Pessoal (se for o caso), telefone e pergunte.

Seja profissional.
Não use papel colorido, embora possa imprimir à carta o seu estilo pessoal.
Não se esqueça de pedir a outra pessoa para a ler.
Imprima a sua carta, excepto se o anúncio especificar que deve ser escrita à mão.

1. Resposta a um Anúncio
É a carta mais comum e mais directa.
Uma vez que é acompanhada pelo seu currículo deve ser curta e concisa; não necessita de repisar todos os passos da sua vida académica e/ou profissional. Comece por dizer onde viu o anúncio e porque quer o emprego.
Faça coincidir três ou quatro itens com as qualidades requeridas no anúncio, utilizando tanto quanto possível as mesmas palavras e frases.
Mostre algum conhecimento acerca da empresa. Por ex: "Penso que a minha experiência no sector bancário alemão seria útil no que toca ao planeamento da vossa expansão pela Europa (como referido na reportagem publicada no Financial Times de 1 de Fevereiro 1999)"
Junte uma fotografia — isso ajudará a entidade patronal a lembrar-se de si. Se o assunto vier referido no anúncio será preferível dizer que as suas exigências salariais estão abertas a negociação, do que colocar-se, à partida, fora da corrida.

2. Carta Prospectiva
Existe um crescente número de empregos que nunca é publicitado — são preenchidos internamente ou por intermédio de uma rede de contactos.
Sendo este o caso, enviar uma carta prospectiva pode trazer alguns resultados surpreendentemente positivos. Escreva sempre ao chefe do departamento em que deseja vir a trabalhar e diga porque escolheu aquela empresa. Se escreve dando alguém como referência, ponha o nome dessa pessoa em primeiro lugar: "Procuro alargar a minha experiência de trabalho numa firma de bens de consumo rápido e ……… sugeriu que o Senhor seria a pessoa ideal para eu contactar". Desperte o interesse por si realçando as áreas que domina melhor. Não pressione. Embora gostasse muito de vir a trabalhar para a empresa X está consciente de que seria uma coincidência haver lá vagas, exactamente na área que procura, mas que espera que quando tal acontecer se lembrem da sua disponibilidade. Peça conselhos acerca da evolução da sua carreira. Afinal, eles são os peritos da área. Com isso, estará também a criar um lastro que lhe permitirá, com um certo à-vontade, voltar a entrar em contacto.

3. Carta de Agradecimento
Pouco valorizadas, podem fazer maravilhas, criando a oportunidade de ser convidado para uma segunda entrevista ou mesmo de ser repescado para o lugar. Seja simples quando escrever essa carta. Agradeça pelo tempo que lhe dispensaram. Foi uma oportunidade de se ficarem a conhecer melhor.Relembre ao seu entrevistador as suas principais capacidades e refira algo com que este tenha ficado particularmente impressionado durante a entrevista. Termine num tom positivo. Repita a fórmula da sua carta de candidatura e as razões pelas quais é a pessoa mais indicado para o lugar.

4. Carta Pós uma Recusa de Emprego
Embora a última coisa que lhe apeteça seja responder positivamente a alguém que acaba de recusar a sua admissão para um determinado lugar — os conhecimentos que essa pessoa tem da sua performance podem ajudá-lo em futuras entrevistas.
Não mostre ressentimentos. Embora seja perfeitamente aceitável expressar o seu desapontamento. Afinal de contas, você estava convencido de que era o candidato ideal...A menos que tenha sido óbvia a antipatia do entrevistador para consigo, tem um excelente pretexto para perguntar porque é que a sua proposta foi recusada. Não têm obrigação de lhe responder mas se lhes pedir que o ajudem na orientação da sua carreira… o elogio poderá ajudar.




 

Publicidade

Ofertas de Emprego


Empresas: Publicar grátis » Candidatos: Ofertas »


Anunciar no OLX »

Publicidade


Netlucro