Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

O seu filho está doente e tem de faltar ao trabalho? Há um subsídio para sifamille 05

O subsídio para assistência a filhos corresponde a 65% da remuneração de referência do progenitor e pode estender-se até 30 dias por ano.

Sabia que tem direito a um apoio em dinheiro da Segurança Social durante os dias em que se ausenta do trabalho para cuidar de um filho doente ou acidentado? Chama-se subsídio para assistência a filho e é aplicável independentemente da idade e seja ele biológico, adotado ou do cônjuge.

No caso de o filho ter menos de 12 anos, o progenitor tem direito a faltar ao trabalho até 30 dias por ano, seguidos ou interpolados, ou durante todo o período de eventual hospitalização, recebendo o respetivo apoio financeiro durante esse período. Já se o filho tiver mais de 12 anos o número de dias cai para 15 por ano, no máximo. A estes dias acresce ainda mais um por cada filho além do primeiro.

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Estão a ser feitas irregularidades no seu emprego que vão contra o código de trabalho?

Havendo matéria que o justifique, pode implicar uma inspeção/investigação para aferir a veracidade dos factos.Just Say No

Melhore as suas condições de trabalho enviando as queixas e/ou denúncias da sua empresa para o ACT - Autoridade para as Condições do Trabalho.

Reclame essa irregularidade conforme o tema:

  • Condições de segurança e saúde no trabalho
  • Trabalho não declarado ou irregular
  • Contrato de trabalho a termo
  • Trabalho temporário
  • Destacamento de colaboradores
  • Trabalho de imigrantes
  • Desigualdade e discriminação no trabalho
  • Duração e organização do tempo de trabalho
  • Representação colectiva de colaboradores
  • Outros...

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Está a pensar rescindir o contrato de trabalho e quer saber os seus direitos, de quanto deverá receber por compensação ou férais não gozadas?patrons-03

Foi dispensada e pretende conhecer o valor de indemnização que a entidade patronal lhe deve pagar?

Com este simulador pode igualmente validar se o que o seu empregador lhe está a pagar por ter terminado o contrato laboral está conforme a legislação, ou se está a "fugir" com algum valor.

Esta ferramenta foi desenvolvida pelo Autoridade para as condições do trabalho (ACT) e devolve com segurança o valor de retribuição que tem a haver em caso de fim de contrato.

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Governo só atualizou as pensões mínimas e os complementos por dependência e de solidariedade. Restantes pensões mantêm os valores de 2014.

Na prática não se pode falar em aumentos, mas sim em pequenos acertos no escalão mais baixo do regime geral e nos dois escalões mais baixos da Caixa Geral de Aposentações. As pensões mínimas de velhice e invalidez do regime geral de Segurança Social passam a ter os seguintes valores, de acordo com o período de contribuições do beneficiário:

  • menos de 15 anos - 261,95 euros;
  • de 15 a 20 anos - 274,79 euros;
  • de 21 a 30 anos - 303,23 euros;
  • mais de 30 anos - 379,04 euros.

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

au bureau-131. O gerente de uma empresa tem direito ao subsídio social de desemprego?
R: Não. No entanto se à data da nomeação, já pertencia ao quadro da empresa onde foi nomeado gerente como trabalhador contratado há pelo menos um ano e enquadrado no regime geral de Segurança Social dos trabalhadores por conta de outrem pode ter direito ao subsídio social de desemprego inicial se renunciar à gerência ou for destituído dessas funções e, posteriormente, o contrato de trabalho cessar de forma involuntária e se satisfizer as demais condições