Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Poder DisciplinarQuem pode exercer o poder disciplinar sobre o trabalhador
Enquanto vigorar o contrato de trabalho o empregador tem poder disciplinar sobre o trabalhador. Este poder tanto pode ser exercido directamente pelo empregador, como pelo superior hierárquico do trabalhador, nos termos em que o empregador o estabeleça.

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Local de Trabalho e Mobilidade Geográfica Em que local de trabalho deve o trabalhador prestar trabalho?
Em princípio, no local contratualmente definido.

O empregador pode transferir de forma definitiva o trabalhador para outro local de trabalho?
Quando o interesse da empresa o exija, o empregador pode transferir o trabalhador para outro local de trabalho

Votos do utilizador: 3 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela inativaEstrela inativa

Igualdade e Não DiscriminaçãoSe o trabalhador entender que está a ser alvo de discriminação, o que deve fazer?
A discriminação é proibida por Lei, nomeadamente  baseada na ascendência, idade, sexo, orientação sexual, estado civil, situação familiar, património genético, capacidade de trabalho reduzida,

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Greve Quem tem competência para declarar a greve?
O recurso à greve é decidido pelas associações sindicais.As assembleias de trabalhadores também podem decidir do recurso à g reve, por voto secreto, desde que na respectiva empresa a maioria dos trabalhadores não esteja representada por associações sindicais e que a assembleia seja expressamente convocada para o efeito por 20% ou 200 trabalhadores.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Direitos de PersonalidadePode o empregador exigir saber informações da vida privada ou do estado de saúde de um candidato a emprego ou trabalhador?
Em princípio não pode. Só em casos excepcionais, quando essas informações sejam relativas à saúde e ao estado de gravidez, e se demonstrem absolutamente necessárias para a actividade profissional, sendo necessário que o empregador apresente por escrito a devida justificação. O trabalhador que fornecer quaisquer dessas informações tem direito a tomar conhecimento do modo como foram registadas e do fim a que se destinam.