Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Ministra Assunção Cristas anunciou que medidas resultam de um trabalho conjunto com os ministérios das Finanças e da Segurança Socialpeureux-09

Os agricultores com rendimentos inferiores a 1.670 euros anuais vão ficar isentos de inscrição na Segurança Social e dispensados da entrega da declaração de IRS, anunciou esta sexta-feira a ministra da Agricultura e Mar, Assunção Cristas.

As medidas resultam de um trabalho conjunto com os ministérios das Finanças e da Segurança Social e foram desenhadas «numa lógica de promoção da agricultura familiar» e «para tranquilizar» o setor face às obrigações fiscais que entraram em vigor no ano passado, explicou a ministra, escreve a Lusa.

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Em conjunto ou em separado? Esta questão irá provavelmente colocar-se, já em 2015, à maioria dos casais quando chegar o momento de entregar afamille-15 declaração de IRS e de arrumar as contas com o fisco. E a resposta é: depende. Depende sobretudo de quanto ganha cada um.

O anúncio de Paulo Núncio sobre a possibilidade de os casais entregarem o IRS em separado é aplaudido pela generalidade dos fiscalistas. “Só peca por tardio”, dizem. Esta unanimidade desaparece quando se pretende avaliar se a tributação em separado é mais vantajosa do que o modelo atual - em que não há escolha.

As simulações tendem a mostrar que a entrega da declaração em conjunto beneficia os casais com salários diferentes. É ainda mais vantajosa quando um deles não trabalha. Mas esta mais-valia desaparece quando ambos ganham mais ou menos o mesmo ou a diferença não é muito relevante.

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Já são conhecidas as tabelas de retenção na fonte (IRS) que será aplicado para o ano de 2014.Monkey Business 2

Descarregue-as aqui:

 

 

 

 

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

De forma a obter benefícios fiscais com as despesas em medicamentos na declaração de IRS, as facturas sóBusinessman 13 têm de ter  o nome do beneficiário mencionado na fatura.

Não é necessário colocar o número de contribuinte (NIF) nas faturas da farmácia que vai deduzir no IRS. O nome é suficiente. Só os trabalhadores independentes no regime normal do IVA têm de incluir o número de identificação fiscal.

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Estado já conseguiu arrecadar 763 milhões de eurosBus9

O Governo decidiu esta sexta-feira alargar o prazo para a regularização das dívidas ao Fisco e à Segurança Social, o chamado perdão fiscal, cujo prazo termina agora a 30 de dezembro.

O regime especial inclui a isenção de juros e custas administrativas, bem como a redução de 10% no valor total das coimas.

Com o perdão fiscal, que começou a 1 de novembro, o Estado já conseguiu arrecadar 763 milhões de euros. Mas as dívidas em causa ascendem a um total de 7,8 mil milhões de euros.

O Executivo sublinha ainda que a greve dos trabalhadores dos impostos não interferiu no processo de regularização de dívidas, já que os pagamentos podem ser feitos através do Portal das Finanças, ou, em alternativa, no multibanco.