Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

SMN passa dos 485 euros para 505 euros, um aumento de 20 eurosbusiness-clipart-dollar sign

O Conselho de Ministros aprovou esta quinta-feira o aumento do salário mínimo nacional de 485 para 505 a partir de 1 de outubro, com base no acordo assinado na quarta-feira com as confederações patronais e a UGT.

Nos termos do mesmo acordo, do qual ficou de fora a CGTP, foi também aprovada uma redução de 0,75 pontos percentuais da taxa contributiva a pagar pelas entidades empregadoras, referida como uma «medida excecional de apoio ao emprego» no comunicado do Conselho de Ministros, citado pela Lusa.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Os contratos deixam de poder ser efectivados por telefone, passando a ser obrigatória a assinatura do consumidor ou o envio do consentimentoau travail-47 informado

Os consumidores só vão ficar vinculados a um contrato depois de assinarem a oferta ou de enviarem o seu consentimento escrito aos operadores, deixando de ser possível dar este passo por telefone.

O novo regime sobre os contratos celebrados à distância (na Internet ou por telefone) e fora do estabelecimento (no domicílio), que entra em vigor a 14 de junho, vem "claramente aumentar a proteção dos consumidores", afirmou hoje a diretora geral do consumidor, Teresa Moreira.

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Consumidor passa a pagar a devolução dos equipamentos se cancelar nos primeiros diastelemarketer

A venda porta à porta de serviços de telefone e internet terá novas regras a partir de 13 de junho, passando o consumidor a custear a devolução de equipamentos se cancelar o contrato nos primeiros dias.

O diploma, publicado sexta-feira, e que transpõe uma diretiva comunitária sobre direitos dos consumidores, passa também a permitir a cobrança de um «montante proporcional» ao serviço prestado até à data daquele cancelamento, não especificando se o cálculo pode incluir o período de fidelização ou custos de instalação.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A ideia de solidariedade entre os diversos membros de cada família em que assenta o Direito da Família também atribui aos pais em casofamille-15de necessidade a faculdade de pedirem alimentos aos filhos sobre quem a lei faz recair o dever de os prestar na medida das suas possibilidades.

Nestas situações, tal como sucede no caso da recusa injustificada de prestar alimentos a menores, a lei admite expressamente uma sanção para aqueles que não cumpram, admitindo que, nestes casos, os filhos possam ser deserdados, isto é, impedidos de vir a herdar quaisquer bens dos pais.