Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Se se esquecer das chaves em casa e não tiver como abrir a porta, e precise de chamar as PSP e GNR passarão a cobrar 15 euros por hora para abertura de portasbombeiros, passará igualmente a pagar 15 euros por hora à PSP ou GNR.

É certo que é aos bombeiros que compete o trabalho de lhe garantir o acesso à habitação. No entanto, a necessária presença da polícia tem custos que a partir de agora que serão imputados a quem recorrer a este serviço. 15 euros por hora é o valor que consta da nova tabela de preços fixada pelos Ministérios da Administração Interna e Finanças.

A portaria publicada na quarta-feira em Diário da República é justificada com "o acréscimo substancial do número de pedidos de cedência de animais, equipamentos e infraestruturas das forças de segurança e de solicitações de prestação de serviços, para fins que não decorrem diretamente da missão policial". Esta procura cada vez maior "tem originado uma exigência acrescida na alocação de meios humanos e materiais e, consequentemente, a assunção, por parte da GNR e da PSP de custos económicos significativos que fragilizam, por via do correspondente impacto orçamental, a capacidade de financiamento da sua atividade nuclear".

Assim, a cedência de animais para produções televisivas, por exemplo, passa agora ter um valor fixo - até aqui o valor era definido através de negociação do promotor com a força de segurança. 45 euros por dia é quanto custa a cedência de um cão, 100 euros se for um cavalo.

O aluguer de fardas e viaturas da PSP e GNR, muito requisitadas para telenovelas, passa também a ter um custo fixo. 40 euros para as fardas e 20 para as viaturas.

Outro serviço até aqui gratuito que passará a ser pago é o da emissão de pareceres de segurança para eventos recreativos ou desportivos, caso das provas de atletismo realizadas de norte a sul do país. Em declarações ao Diário de Notícias, fonte da PSP justifica com os custos associados às deslocações dos agentes das forças de segurança envolvidos na emissão destes pareceres.

Há também novidades para quem se vier a candidatar aos concursos da Polícia de Segurança Pública e Guarda Nacional Republicana. 40 euros é quanto os candidatos vão ter de pagar. Até aqui as candidaturas eram gratuitas.

Todas as receitas revertem a favor da GNR e PSP.

Fonte: TSF