Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Descida do desemprego no Norte de novo no femininoJá tinha acontecido no primeiro trimestre deste ano, voltou a acontecer no segundo. O desemprego na região Norte desceu para os 8,2 por cento, a mais baixa taxa dos últimos três anos, e de novo à custa das mulheres. Com uma dinâmica mais positiva do que a nível nacional, o emprego criado na região cresceu 2,1 por cento em relação ao segundo trimestre de 2007, e os responsáveis não foram os homens, que até viram uma quebra líquida de 0,4 por cento no emprego gerado, mas as mulheres, com um aumento de 5,1 por cento, as responsáveis por esta performance que constitui um dos indicadores positivos descritos no relatório Norte Conjuntura.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A Região Norte dá sinais de estar a recuperar vitalidade: dados do segundo trimestre mostram que o emprego está no nível mais alto de há seis anos e que o desemprego está no mais baixo dos últimos três anos e meio.Emprego na Região Norte no máximo de seis anos  Naqueles três meses, houve mais 38 mil pessoas empregadas, sendo que o emprego feminino foi o grande responsável para que a Região Norte suplantasse, pelo terceiro trimestre consecutivo, a evolução do emprego a nível nacional, ao registar um crescimento homólogo de 5,1%, enquanto a componente masculina sofreu, pelo contrário, um decréscimo, ao cair 0,4%, face a igual trimestre do ano passado.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Norte e Galiza juntos contra a precariedadeO presidente da CCDRN, Carlos Lage, tomou esta segunda-feira posse da presidência da Comunidade de Trabalho Galiza-Norte de Portugal. No evento, em Santiago de Compostela, foi constituído o Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial.

Na projecção do seu mandato, para os próximos dois anos, Carlos Lage voltou a sublinhar a vontade de "reforçar" as relações entre o Norte de Portugal e a Galiza, dando continuidade ao plano de cooperação estratégica entre os dois países, previsto até 2013.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Centros de emprego com mais 8168 inscritos no final do mês de AgostoO desemprego desceu 0,5 por cento em Agosto, face ao mesmo mês do ano passado, mas subiu 2,1 por cento em relação ao mês de Julho, divulgou ontem o Instituto do Emprego e Formação Profissional.

De acordo com a informação mensal do mercado de emprego do IEFP, no final do mês de Agosto estavam inscritos nos Centros de Emprego 389.944 desempregados, o que corresponde a menos 2094 incrições em termos homólogos e a mais 8168 relativamente ao mês de Julho.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Crescimento global da taxa de emprego no segundo trimestre na UEDe acordo com as estatísticas do Eurostat o emprego cresceu 0,2% na Zona Euro e na Europa a 27 no segundo trimestre do ano, relativamente ao trimestre anterior, embora Portugal tenha registado apenas mais 0,1% de emprego no mesmo período.

Abaixo desta média encontram-se a Dinamarca (-0,1%), a Lituânia (-0,7%) e a Eslováquia (-0,4%). Comparado com o mesmo período do ano passado, o emprego cresceu 1,2% na Zona Euro (tal como em Portugal) e 1,3% nos 27 países da UE.