Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A Altitude, a Associação Portuguesa de Contact Centers e a Associação dos Prémios Fortius distinguem melhores profissionais do sector de Contact CenterProfissionais de Customer Service, anunciam a criação dos Prémios Fortius Portugal, que irão distinguir anualmente os melhores profissionais de Contact Center em Portugal. As candidaturas para a primeira edição dos Prémios decorrem até 9 de fevereiro.

Os Prémios Fortius Portugal pretendem reconhecer o trabalho e dedicação destes profissionais, fomentando a excelência e a profissionalização destas funções no âmbito de empresas que operem em Portugal. O nome dos prémios tem como referência o lema dos Jogos Olímpicos de Atenas de 1896, “Citius, Altius, Fortius” (mais rápido, mais alto, mais forte).

Os prémios, de caráter anual, são organizados pela Altitude, com a colaboração da APCC (Associação Portuguesa de Contact Centers) e da AproCS (Associação de Profissionais de Customer Service). Contam ainda com o apoio do ISEG (Instituto Superior de Economia e Gestão).

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

O Governo atualizou esta segunda-feira a lista de devedores à Segurança Social Lista de devedores à Segurança Social (SS) Atualizada 2017com 14.447 novos contribuintes, que representam uma dívida de cerca de 276,7 milhões de euros.

De acordo com a informação divulgada esta segunda-feira pelo Ministério do Trabalho, em comunicado, do total de novos contribuintes devedores sinalizados, 4.878 correspondem a contribuintes da terceira fase e 9.569 são contribuintes da segunda fase que foram notificados segunda vez.

A lista de devedores atualizada a 31 de dezembro concretiza a divulgação da terceira fase prevista no Plano de Combate à Fraude e Evasão Contributiva e Prestacional de 2016, que integrou devedores das pessoas singulares com dívidas entre 7 mil e 500 euros e 25 mil euros que, tendo sido notificados, não tenham regularizado a respetiva situação contributiva.

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

O diploma atual não distingue períodos curtos ou de longa duração, abrangendo qualquer que seja oDesempregados têm de comunicar ausências aos centros de emprego? tipo de saída, mesmo que se trate de uma deslocação sem motivação laboral

Por lei, os desempregados que se ausentem do país têm de dar conhecimento ao centro de emprego em que estão registados. Segundo a legislação, durante o “período de concessão das prestações de desemprego os beneficiários devem comunicar ao centro de desemprego” o “período de ausência do território nacional”, o que deve ser feito no prazo de cinco dias “a contar da data da ocorrência”. Porém, este diploma gera muitas dúvidas aos constitucionalistas, conta o “Diário de Notícias” esta terça-feira.

O matutino conta a história de uma desempregada que foi visitar o filho emigrado em Londres, pois este não podia vir passar o Natal a casa, mas que pelo caminho teve uma surpresa desagradável: percebeu que não se pode ausentar do país sem dar conhecimento ao centro de emprego.

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Os trabalhadores do call center e backoffice da PT/MEO no Porto convocaram uma greve para dia 09 Greve do call center da PT/Meo para exigir melhores saláriosde janeiro, exigindo aumentos salariais e a unificação do subsídio de alimentação.

Os trabalhadores do call center e backoffice da PT/MEO na Rua de Tenente Valadim, no Porto, reuniram-se em plenário na semana passada e decidiram convocar uma greve para o dia 09 de janeiro, entre as 14:00 e as 17:00, período durante o qual os trabalhadores vão estar concentrados.

Os trabalhadores subcontratados, da agência de emprego Manpower, reivindicam um aumento de salário para 600 euros para todos os trabalhadores a auferirem abaixo deste valor e de 4% - mas nunca inferior a 40% - para os restantes níveis salariais.

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

O Salário Mínimo Nacional (SMN) sobe para 557 euros já a partir de janeiro. O acordo alcançado em Salário Mínimo Nacional aumento em Janeiro 2017 para 557 eurosconcertação social inclui um desconto de 1,25 pontos percentuais na Taxa Social Única.

"Finalmente temos um acordo de médio prazo para a melhoria da competitividade". Foi desta forma que o 'patrão dos patrões', António Saraiva anunciou o acordo entre Governo e parceiros sociais.

O salário mínimo nacional será de 557 euros a partir de 1 de janeiro e a TSU desce em 1,25 para as entidades empregadoras a partir de 31 de janeiro.

O presidente da Confederação Empresarial de Portugal (CIP) falou aos jornalista após a conclusão da segunda reunião da Concertação Social esta semana e explicou as conclusões da mesma.