Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Governo já deu indicações para empresas recorrerem de decisões dos tribunais arbitrais.noticias

Quarta-feira promete ser um dia caótico para quem anda de transportes públicos. Os tribunais arbitrais não decretaram serviços mínimos no metro de Lisboa, na circulação de autocarros da Carris (Lisboa) ou da STCP (Porto) nem no transporte da Transtejo. O Governo já deu instruções às empresas para recorrer da decisão.

Ao que o Diário Económico apurou, Carris, Metro e Transtejo, pelo menos, não estão a preparar serviços alternativos de transporte - mas neste último caso, a Soflusa assegurará nas horas de ponta algumas ligações ao Barreiro.

Nos casos em que não estão garantidos serviços mínimos, a circulação dependerá da adesão dos trabalhadores à greve e fonte do metropolitano de Lisboa sublinha que, por isso mesmo, não está garantido o encerramento das estações.

Fonte: Económico