Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Escalada das Euribor há três meses consecutivos dita aumentos nos jurosnoticias

Os portugueses vão pagar mais pelas prestações da casa já este mês. A Euribor a 6 meses voltou a subir no mês de Novembro, o que fará aumentar os encargos a pagar ao banco. Num empréstimo de 100 mil euros, o aumento da prestação é de quase 20 euros mensais.

Desde Maio que as taxas de juro estão a subir: devagar, devagarinho, as taxas euribor a seis meses, as mais usadas no crédito à habitação, já ultrapassam os 1,2% e vão continuar a subir.

No mês de Novembro, a média mensal ficou em 1,269% - quando em Abril era de apenas 0,982% - e é este valor que vai servir para calcular as prestações a pagar por quem tenha o contrato de crédito revisto este mês.

Vamos a exemplos: num crédito à habitação de 100 mil euros a 30 anos, com um spread de 1%, em Junho, a prestação a pagar ao banco era de 369 euros. Agora sobe para 388 euros. É um aumento de 19 euros por mês, a pagar nos próximos seis meses, até à próxima subida dos juros.
Estes são os juros de mercado, calculados com base num cabaz de bancos europeus, porque quando o Banco Central Europeu mexer nas taxas de referência a subida será ainda mais evidente. Há um ano e meio que a taxa está em 1%, e esta quinta-feira, dia de nova reunião do BCE, não é expectável que haja alterações às taxas de referência.

Aliás, calcula-se que apenas para a segunda metade do ano que vem o banco central comece a subir as taxas.

Para quem vá pedir agora um crédito, as prestações serão maiores: porque a banca está agora a cobrar spreads maiores e a reflectir os juros mais altos pagos nos empréstimos lá fora e as dificuldades de financiamento de toda a economia portuguesa.

Fonte: Agência Financeira