Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Papa denuncia O Papa Bento XVI denunciou, este domingo, a "praga" do desemprego e da precariedade laboral entre os jovens, apelando ainda à defesa da família tradicional, num discurso proferido no decorrer de uma visita à ilha italiana da Sardenha.

Segundo a Agência Efe, num discurso proferido perante várias dezenas de milhar de jovens em Cagliari, o sumo-pontífice lamentou estes flagelos sociais, referindo que o desemprego e a precariedade põem em causa os projectos de vida dos jovens, levando-os à emigração e ao abandono da terra onde nasceram.

O Papa classificou a sociedade actual como "consumista", na qual "o sucesso e o lucro se converteram nos novos ídolos perante muitos se postram".

O líder da Igreja Católica incentivou os jovens a serem livres e a resistirem ao nihilismo e o consumismo, afirmando que o Homem "pode superar a fome, mas não pode viver onde a verdade e a justiça lhe estão proibidas".

"O pão material não basta, não é suficiente para viver de maneira plena, é necessário outro alimento, para nutrir o crescimento pessoal, da família e da sociedade", acrescentou o líder da Igreja Católica, esclarecendo que este alimento é a fé "sincera e profunda".

Bento XVI pediu ainda aos jovens para defenderem os valores da família tradicional, lamentando que esta tenha deixado de ser protegida e acarinhada pela sociedade.

"É uma mentalidade diferente a que hoje domina. Admitem-se outras formas de convivência e às vezes utiliza-se o termo família para designar uniões que na realidade não são famílias", afirmou o Bispo de Roma.

O Papa visitou Cagliari no âmbito das comemorações do centenário da proclamação da Virgem de Bonaria como padroeira da ilha da Sardenha.

Segundo as autoridades locais, cerca de 150 mil pessoas assistiram à missa celebrada hoje de manhã pelo sumo-pontífice.
Fonte: in Jornal de Notícias