Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Os desempregados de longa duração vão contar com um novo apoio. Em causa está uma prestação financiada por impostos destinados a Desempregados com mais apoiosdesempregados de longa duração que deixaram de receber o subsídio social de desemprego há cerca de um ano (360 dias). Tem o valor de 80% desse último subsídio e o valor máximo de 335,4 euros por mês, durante seis meses. No entanto, a atribuição desse apoio está dependente da prova de rendimentos e só se aplica a quem apresente rendimentos realmente baixos.

À semelhança do que acontece com o subsídio de desemprego, os desempregados têm de aceitar e cumprir o plano pessoal de emprego, aceitar emprego considerado conveniente, programas ocupacionais ou formação profissional, por exemplo. Estão também sujeitos a apresentação quinzenal. O incumprimento destas obrigações pode implicar a perda do subsídio.

Os beneficiários deste apoio serão contactados pela Segurança Social. Esta medida, de acordo com o Programa Nacional de Reformas, deverá abranger 70 mil pessoas até 2020, tendo um custo de 449 milhões de euros nesse horizonte.

Fonte: iOnline