Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Mais cinco mil desempregados num mêsEm Outubro, o número de inscritos nos centros de emprego totalizou 400 814 indivíduos, o que representa um aumento de 5571 pessoas face a Setembro, invertendo a tendência decrescente que se fazia desde Março de 2006.

A subida ocorre também em relação a Outubro de 2007, havendo agora mais 2021 inscritos, graças, sobretudo, a um aumento de homens à procura de trabalho (+4,1%), já que houve uma redução no número de mulheres inscritas (-2,1%).

De acordo com dados divulgados ontem pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), para o aumento anual dos desempregados também concorreram os que querem mudar de emprego (+1,3%) e não tanto aqueles que pretendem ingressar no mercado de trabalho pela primeira vez (-6,8%).

Os desempregados de longa duração (mais de um ano) também continuaram a diminuir (-8,0%), ao contrário do desemprego de curta duração, que teve uma subida de 6,4%.

Pessoas com cursos superiores ou, por outro lado, sem qualquer nível de habilitação escolar, procuraram menos o IEFP face há um ano.

Em termos regionais, os dados mostram que o número de desempregados aumentou em todas em regiões, à excepção de Lisboa e Vale do Tejo e dos Açores.

Já na comparação de Outubro com o mês anterior, só Lisboa ficou inalterada, tendo havido acréscimos nas restantes. Inclusivamente, os Açores foram a região com o segundo maior aumento (+16%), a seguir ao Algarve, onde houve um salto de 18,4%. No Norte, as subidas foram ligeiras, abaixo de 1%.

Por profissões, o crescimento anual mais elevado deu-se entre o grupo de "operários e trabalhadores similares da indústria extractiva e construção civil", com mais 18,8%.

Em termos de ofertas de emprego, no final de Outubro havia um total de 17 556, o que traduz um aumento de 9,7% em relação há um ano, e uma quebra de 7,7% na comparação com Setembro. As maiores ofertas de emprego continuam a dar-se no sector do "comércio por grosso e a retalho".

O número de colocações ao longo de Outubro chegou a 6716, mais 23,2% face há um ano, mas menos 1% em relação a Setembro.
Fonte: in Jornal de Notícias