Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Estado poupa mais de um milhão de euros. Os cortes aplicam-se já nas eleições europeiasau travail-37

O pagamento aos membros das mesas de voto vai ser reduzido de 76,32 euros para 50 euros, um corte de 26, 32 euros (cerca de 35 %), o que permitirá ao Governo poupar mais de um milhão de euros em cada ato eleitoral.

Segundo um diploma publicado ontem em Diário da República, que entra em vigor no dia 1 de maio, os cortes no valor das gratificações dos membros das mesas de voto aplicam-se nas próximas eleições para o Parlamento Europeu que se realizam no próximo dia 25 de maio.

Nas últimas eleições autárquicas, que decorreram a 29 de setembro de 2013, o Estado pagou 4,4 milhões de euros em gratificações aos 57 500 membros das mesas de voto, a 76,32 euros cada um. Se fosse pago pelo valor agora estipulado, esse custo baixaria para os 2,9 milhões de euros.

O Ministério da Administração Interna, tutelado por Miguel Macedo, tinha apresentado esta proposta de redução das gratificações no ano passado para entrar em vigor nas últimas autárquicas, mas acabou por ser adiada. O pagamento aos membros das mesas de voto – cinco por cada mesa – foi fixado em 1999 em 30 euros, tendo evoluído até aos 76,32 euros. A partir de 2015, o montante será atualizado pelo valor da inflação.

Fonte: Correio da Manhã