Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

De algum tempo a esta parte tem-se assistido a um aparecimento e crescimento generalizado de uma nova taxa bancária Bancos financiam-se com taxas de comissão de gestão de contas bancáriasdenominada "Comissão de gestão/manutenção de conta". Basicamente, passou a ser uma forma de cobrar dinheiro ao utente pelo mesmo serviço que estas instituições sempre prestaram a custo zero.

Normalmente, o banco cobra um determinado valor e depois conforme o nível de "fidelização", dá bonificações. Por exemplo, se tiver ordenado domiciliado a partir de xxxx euros por mês, utilização mínima mensal de 50 euros no cartão de débito, débitos diretos ativos com mais de 2 entidades, etc... Desta forma, levamos um "desconto" na comissão.

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Conheça as razões da polémica entre os serviços de transporte de passageiros em veículos ligeiros e o que vai mudar.Diferenças e comparativo entre o serviço de táxi, uber e cabify

Os profissionais dos táxis consideram que os serviços de transporte prestados por terceiros a apps como a Uber e a Cabify são “ilegais”. Estas plataformas tecnológicas facilitam o transporte privado de passageiros, mas não são legalmente consideradas empresas de transporte.

Funcionam como prestadoras de serviços tecnológicos, ou seja, intermediárias entre pessoas que precisam de deslocar-se e pessoas ou empresas que estão disponíveis para transportar. Entraram em países como Portugal aproveitando a falta de legislação específica para a forma como desenvolvem a sua atividade.

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

É completamente off-topic, mas não resisti dado me rever completamente e subscrever as linhas abaixo.Tributo à Maternidade Alfredo da Costa (MAC)

Entrei na Maternidade Alfredo da Costa no dia 31 perto da hora de almoço. Uma suspeita (depois confirmada) de ruptura da bolsa levou-me às urgências.

 

A sala de espera está cheia.

 

Espero muito pouco para entrar e fazer um CTG e confirmar que está tudo bem. A sala não está pintada de novo, o espaço é apertado, mas os procedimentos são minuciosos e atentos. Uma enfermeira vai buscar um chá para uma grávida nervosa. Não me lixem, não é a sua obrigação.

À porta, um médico tenta acalmar um pai que quer entrar à força para acompanhar uma mãe que não o quer na sala de partos. Telenovelas à parte, o médico resolve a situação de forma diplomática mas firme. Não me lixem, não é a sua obrigação.

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Sabia que desde a passada 6ª feira o pedido de registo criminal passou a ser possível online?Pedido de registo criminal online

Este é um documento que é usualmente pedido por exemplo por alguns empregadores e desta forma, evita as filas e perdas desnecessárias de tempo. Esta medida faz parte do programa do governo - SIMPLEX.

Para pedir o seu registo criminal actualizado, basta aceder ao Portal Registo Criminal Online > Seleccionar opção "Pedido de Certificado" e fazer a validação com o seu cartão do cidadão, ou a Chave Móvel Digital (CMD), caso esta tenha sido obtida com o cartão do cidadão.

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Se lhe pedirem uma cópia do Cartão de Cidadão, não dê. Não só é ilegal como, de acordo com uma proposta de lei do Governo, essa dudeexigência vai passar a dar multa. A Comissão de Protecção de Dados aplaude e diz que pode evitar situações de usurpação de identidade.

A reprodução de Cartão de Cidadão alheio sem consentimento do seu titular vai passar a ser uma contraordenação, o que significa que, acontecendo, dará lugar a uma coima que poderá ir de 250 a 750 euros. Esta é uma das principais alterações à Lei do Cartão de Cidadão (CC) uma iniciativa do Governo que está a ser discutida no Parlamento e que já mereceu elogios por parte da Comissão nacional de Protecção de Dados (CNPD): trata-se de uma medida que poderá prevenir e evitar casos de clonagem de cartões e usurpação de identidade.