Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Redução será de 9% para os contratos indexados à Euribor a seis meses. Créditos com taxa a 12 meses beneficiam maisBus29

É uma boa notícia no meio de tantas más: a prestação do crédito à habitação vai baixar a partir do mês que vem. As famílias com contratos indexados à Euribor a seis meses que virem os seus contratos revistos em outubro, com base nas médias das Euribor deste mês vão registar uma descida nas prestações de novembro, avança o «Diário Económico».

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

O novo regime extraordinário foi aprovado na sexta-feira passada.au bureau-14

O novo regime extraordinário do crédito à habitação, para dar resposta a situações de famílias em situação económica extrema foi aprovado na sexta-feira. Este regime estará disponível até 2015 e engloba apenas um número restrito de famílias. Conheça aqui as condições do diploma e também as novas alterações ao regime geral do crédito à habitação, disponível para todas os contratos.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Banco de Portugal aumenta limites das taxas a cobrar no crédito ao consumo. Cartões são os mais castigadosCredit Card 1

O Banco de Portugal vai permitir às instituições de crédito que cobrem taxas de juro até 37,3% pelos cartões de crédito já no quarto trimestre deste ano.

O regulador divulgou esta quinta-feira as taxas máximas que podem ser cobradas nos vários segmentos de crédito ao consumo para os últimos três meses de 2012. Os cartões têm as taxas mais altas. Em apenas cinco anos (o Banco de Portugal só começou a fixar limites em 2008) a taxa passou de 32,8 para 37,3%.

O aumento das taxas reflete não só o aumento dos custos de financiamento dos bancos e outras instituições de crédito, mas também o risco. E a verdade é que o malparado no crédito ao consumo em Portugal atinge 11% do concedido.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Regime extraordinário vai ser votado esta sexta-feira no Parlamentofamille-33

Uma família sem filhos não pode ganhar mais de 830 euros por mês para aceder ao regime extraordinário que sexta-feira é votado no Parlamento e que permite a renegociação dos créditos à habitação em condições mais favoráveis.

Depois da aprovação na especialidade, esta sexta-feira realiza-se a votação final global das alterações à legislação que regula os contratos de crédito à habitação, que passam sobretudo pela criação de um regime excecional em que as famílias podem reestruturar o seu crédito com o banco ou mesmo, em último caso, entregar a casa e extinguir a dívida através da dação em cumprimento.

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Famílias que não conseguem pagar créditos à habitação e empresas que não conseguem saldarau_bureau-19 financiamentos destinados a construção

Os portugueses entregaram aos bancos cerca de 2.300 imóveis por não conseguirem pagar os créditos. Segundo contas da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP), nos primeiros três meses deste ano foram entregues em média mais de 25 casas por dia em dação em pagamento.