Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Os juros dos depósitos a prazo continuam em queda e são já insuficientes para compensar a taxa de inflação.Inflação vs taxas de juro de depósitos a prazo

Os bancos continuam a cortar nos juros dos depósitos a prazo. Em Maio, a taxa de juro média das novas aplicações chegou aos 0,69%, para as famílias portuguesas, enquanto a taxa oferecidas às empresas caiu para 0,42%. Valores brutos que, ainda assim, ficam já abaixo da taxa de inflação registada em Portugal no mesmo mês, em 1%. Ou seja, quem aplicar o seu dinheiro em depósitos a prazo está na verdade a perder poder de compra.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A medida entra em vigor a 1 de Julho e também se aplica ao crédito pessoal e automóvel.Credit Card 1

A partir do próximo mês, os portugueses são poder acompanhar mensalmente os gastos dos seus cartões de crédito, crédito pessoal e crédito automóvel. De acordo com um comunicado de ontem do Banco de Portugal, a partir de 1 de Julho os bancos passam a ser obrigados a enviar aos clientes um extracto regular com a evolução dos seus contratos de crédito aos consumidores, o que decorre da implementação do aviso nº10/2014 da entidade liderada por Carlos Costa.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Numa campanha inédita, a Deco Proteste propõe uma poupança de até 183 euros por ano em fraldas. Encontra-se em fase de recolha de Campanha da Deco: Fraldas com descontointeressados para posteriormente tentar negociar com as principais marcas para obter vantajens adicionais. Semelhante ao que fez recentemente noutras campanhas como poupe na luz ou na conta do supermercado, esta iniciativa promete ter muitas adesões!

A poupança está ao alcance de todos, com as Escolhas Acertadas do nosso teste, eleitas pelo laboratório e pelas famílias. Mas pode aumentar ainda mais: vamos negociar com as principais marcas para obter benefícios adicionais. Só tem de registar-se até 30 de junho.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

ERSE introduz planos de regularização automática sempre que uma factura com acertos seja igual ou superior ao consumo médio dos seisFacturas eléctricas com acertos vão poder pagar-se em 12 prestações meses anteriores.

Os acertos na factura eléctrica vão poder fazer-se em 12 prestações, com pagamentos mínimos mensais de cinco euros. Segundo a directiva da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) que foi publicada esta quarta-feira em Diário da República, a aplicação das novas regras aos acertos de facturação para os clientes individuais de electricidade destina-se a minimizar eventuais impactos significativos nos orçamentos das famílias.

Assim, sempre que uma leitura real venha conduzir a acertos aos valores apurados pelos comercializadores de electricidade por estimativa, e sempre que estes acertos elevem a factura de um cliente para um consumo igual ou superior ao consumo médio mensal dos últimos seis meses, entra automaticamente em marcha “um plano plurimensal de regularização” desse montante.

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Como podemos saber que estamos a fazer uma boa escolha quando dispomos de centenas de alternativas? A resposta é simples: não Lei de Paretosabemos.

A Lei de Pareto, ou o princípio 80/20, foi criada pelo economista italiano Vilfredo Pareto e diz que 80% das consequências advêm de 20% das causas. Exemplificando, segundo Pareto, 80% da riqueza mundial está nas mãos de 20% das pessoas, 80% da poluição é causada por 20% dos países ou, e esta parte interessa-nos mais, 80% da receita de uma empresa provém de 20% dos clientes (as percentagens podem variar um pouco, mas não de forma muito substancial).

Ou seja, existe um forte desequilíbrio entre causas e efeitos, entre esforços e resultados. Na nossa vida pessoal, o princípio afirma, de uma maneira genérica, que 80% dos resultados que obtemos estão relacionados com 20% dos nossos esforços.