Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

»Galeria
[Construção] Escavação subterrânea horizontal ou inclinada que estabelece a ligação entre os poços de uma mina. Pode ser realizada por meio de explosivos ou por meio de equipamentos mecânicos, assim como pode permitir o desmonte da totalidade da secção ou parte desta.
De acordo com o método utilizado e o equipamento, prefiguram-se riscos próprios que são, em geral, de elevada gravidade, devendo ser objecto de estudo e serem supervisionados por um técnico competente.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996


»Gancho
[Movimentação de cargas] Peça metálica curva que serve para prender a carga aos meios de suspensão. Deve-se atender ao valor da carga e nunca utilizar ganchos abertos sem freio.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996


»Gás
Estado em que se apresentam alguns corpos, nas condições de pressão e temperaturas normais, em que as moléculas que os compõem têm uma fraca coesão, permitindo-lhes moverem-se livremente em todas as direcções.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996


»Gás inerte
Gás que não entra em reacção com outros.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996


»Gasto energético
Calorias consumidas por uma pessoa num tempo determinado. Permite o cálculo do grau de fadiga do trabalhador, bem como a duração da actividade que requer tal esforço.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996


»Gerador
Fonte produtora de uma força electromotriz.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Gestão de riscos
Aplicação sistemática de estratégias, procedimentos e práticas, tendo em vista a identificação dos perigos, a análise e a valoração dos riscos.
Fonte: Autoridade para as Condições do Trabalho


»Golpe de calor
[Ambiente térmico] Efeito provocado pelo excesso de energia recebida sem que o corpo humano tenha conseguido dissipá-la. Produz-se uma paragem brusca da sudação com consequente aumento da temperatura interna, podendo levar à morte.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996


»Gousset
Elemento de ligação de um nó em estruturas metálicas ou de madeira. É geralmente utilizado em asnas.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996


»Grande empresa
Empresa com mais de 200 trabalhadores.
Fonte: Autoridade para as Condições do Trabalho


»Granulado
Material sob a apresentação de grânulos em que se incluem cortiças, areias, pedras e gravilhas.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996


»Grau de dispersão
[Atmosferas explosivas] O grau de dispersão mede a repartição (mais fina) de uma substância sólida ou líquida (fase dispersa) noutra substância líquida ou gasosa (meio de dispersão) sem ligação molecular, como aerossol, emulsão, colóide ou suspensão.
Fonte: COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Segurança e saúde dos trabalhadores expostos a atmosfera explosivas: guia de boas práticas. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto para a Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho, 2006.


»Grisu
Gás metano mais ou menos puro que emana das minas de carvão.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996


»Grua-torre
[Equipamentos de trabalho] Aparelho de elevação composto de uma base, fixa ou móvel sobre carris, de um fuste e de uma lança, suportando uma flecha, uma contra-flecha e um contra-peso.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996


»Grupo de explosão
[Atmosferas explosivas] Em função da respectiva folga máxima de segurança (capacidade de propagação da chama de uma explosão através de um interstício de comprimento pré-definido, determinado num aparelho de teste) e energia de ignição mínima (energia eléctrica suficiente para produzir ignição numa aparelho de teste), os gases e os vapores são classificados em três grupos (II A, II B, II C, sendo o II C o grupo com a menor folga máxima de segurança).
Fonte: COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Segurança e saúde dos trabalhadores expostos a atmosfera explosivas: guia de boas práticas. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto para a Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho, 2006.


»Grupo económico
[Electricidade] Equipamento que compreende um motor e um gerador rotativo que fornece, em regime contínuo, uma potência eléctrica.
Fonte: Autoridade para as Condições do Trabalho


»Grupo electrógénio de potência
[Iluminação] Quantidade de luz emitida por uma fonte luminosa na unidade de tempo. Mede-se em lúmen (lm).
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996


»Guarda
Elemento físico de segurança destinado a proteger um espaço; grade; tapume. Elemento humano que controla uma obra ou uma área desta, no tocante aos acessos e à aplicação das medidas regulamentares.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996


»Guarda-cabeças
Peça de madeira que se coloca de canto no bordo exterior do piso e que serve para impedir a queda de materiais e de utensílios a partir da plataforma de trabalho.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996


»Guarda-corpos
[Segurança no trabalho] Elemento de protecção colectiva utilizado na periferia das lajes, coberturas, plataformas, andaimes, passerelles e acessos, bem como na protecção de aberturas. Devem ser constituídos por um montante vertical que suporta um elemento horizontal a 0,90m e um intermédio a 0,45m. Na base deve existir uma régua que se designa por guarda cabeças.
A constituição destes elementos deve ser executada de modo a que resistam ao peso de um trabalhador e não serem confundidas com barras e bandas de sinalização.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

Fonte: http://www.act.gov.pt