Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

»Aba
[Construção] Parte lateral de uma construção, por oposição ao corpo principal. Elemento de um perfil metálico, normal à alma do mesmo.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Abóboda
[Construção] Tecto arqueado com apoios contínuos ou descontínuos, em que se procura que só haja esforços de compressão.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Abobadilha
[Construção] Abóbada com aduela de pequena dimensão, circular e abatida. Usou-se na construção de raiz árabe para execução de pisos e dispensa a montagem de cimbres.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Abrasivo
[Construção] Material ou ferramenta, tais como lixas, esmeris, limas, etc. que se utiliza para desbastar outros, por fricção.
A utilização dessas ferramentas comporta riscos, que no caso de serem movidas por energia não manual se agravam. Salientam-se os riscos de projecção de partículas para os olhos, de emissão de poeiras, e o ruído. Deste modo devem ser observadas medidas de segurança adequadas.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Absentismo
Fenómeno económico-social resultante das faltas não previstas ao trabalho dadas pelos trabalhadores. É expresso por uma taxa em percentagem.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Absorção
Fenómeno que resulta da capacidade que alguns corpos têm de se deixarem penetrar por outros, armazenando-os no seu interior. Esta propriedade é utilizada com alguns materiais com o fim de limpar derrames de produtos inflamáveis, gordurosos, ou outros. Também é utilizada para eliminar ou reduzir a energia sonora radiante, etc. emitida por máquinas, de modo a proteger os trabalhadores, transformando-a, no seu interior, em outras formas de energia.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Acção de formação
Actividade concreta da formação que põe em relação directa (presencial ou à distância) formador e formando.
Fonte: Autoridade para as Condições do Trabalho

»Acetileno
[Substâncias perigosas] Gás muito inflamável, instável a pressões elevadas. É utilizado em soldadura e, em combustão na presença do oxigénio, atinge temperaturas elevadas. Apresenta-se em geral em garrafas, devendo ser observadas as medidas de segurança específicas para estas, no tocante ao transporte, armazenamento e utilização. Não deve ser manuseado por trabalhadores sem formação adequada.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Acetona
[Substâncias perigosas] Líquido incolor e muito tóxico, muito utilizado como solvente ou como secante. A sua inalação, contacto com a pele ou olhos, deve ser evitada.
É uma substância muito volátil e inflamável devendo ser manusesada com cuidado relativamente aos riscos de incêndio e explosão. Impõe-se a utilização de equipamento de protecção adequado.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Acidente
Acontecimento ocasional decorrente de uma situação imprevista com lesões ou danos materiais.
Através do seu estudo deve-se determinar medidas de prevenção.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Acidente de Trabalho
É acidente de trabalho aquele que se verifique no local e no tempo de trabalho e produza directa ou indirectamente lesão corporal, perturbação funcional ou doença de que resulte redução na capacidade de trabalho ou de ganho ou a morte.
Considera-se também acidente de trabalho o ocorrido:
a) No trajecto de ida e de regresso para e do local de trabalho:
Entre a sua residência habitual ou ocasional, desde a porta de acesso para as áreas comuns do edifício ou para a via pública, até às instalações que constituem o seu local de trabalho;
Entre qualquer dos locais referidos na alínea precedente e o local do pagamento da retribuição, enquanto o trabalhador aí permanecer para tal efeito e o local onde ao trabalhador deva ser prestada qualquer forma de assistência ou tratamento por virtude de anterior acidente e enquanto aí permanecer para esses fins.
Entre o local de trabalho e o local da refeição;
Entre o local onde por determinação da entidade empregadora presta qualquer serviço relacionado com o seu trabalho e as instalações que constituem o seu local de trabalho habitual.

b) Na execução de serviços espontaneamente prestados e de que possa resultar proveito económico para a entidade empregadora;
c) No local de trabalho, quando no exercício do direito de reunião ou de actividade de representante dos trabalhadores, nos termos da lei;
d) No local de trabalho, quando em frequência de curso de formação profissional ou, fora do local de trabalho, quando exista autorização expressa da entidade empregadora para tal frequência;
e) Em actividade de procura de emprego durante o crédito de horas para tal concedido por lei aos trabalhadores com processo de cessação de contrato de trabalho em curso;
f) Fora do local ou do tempo de trabalho, quando verificado na execução de serviços determinados pela entidade empregadora ou por esta consentidos.
Fonte: Lei n.º 100/97, de 13 de Setembro [Regime jurídico dos acidentes de trabalho e das doenças profissionais].

»Ácido
[Substâncias perigosas] Composto rico em hidrogénio que, misturado com uma base, dá sais e água. São corrosivos e utilizam-se nas limpezas, soldaduras, etc. A sua utilização requer medidas de segurança adequadas, bem como o seu transporte e armazenamento, tendo em atenção a correcta etiquetagem com indicação das normas de segurança a utilizar.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Aço
Liga de ferro com uma reduzida quantidade de carbono.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Aço Duro
Quando a quantidade de carbono se situa entre 0,6 e 0,7%.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Aço Macio
Quando a quantidade de carbono se situa entre 0,15 e 0,25%. Para a confecção de ganchos ou argolas para elevação de materiais deve usar-se unicamente aço macio e nunca aços endurecidos que por torção quer de outros tipos.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Açoteia
[Construção] Cobertura em terraço visitável. Estas coberturas devem ser protegidas em toda a periferia até uma altura nunca inferior a 0,90m.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Acreditação
Processo de reconhecimento formal da qualificação de organizações para a realização de determinadas tarefas específicas, designadamente no âmbito da segurança e saúde no trabalho.
Fonte: Autoridade para as Condições do Trabalho

»Actividade ruidosa permanente
[Ruído] É a actividade desenvolvida com carácter permanente, ainda que sazonal, que produza ruído nocivo ou incomodativo para quem habite ou permaneça em locais onde se fazem sentir os efeitos dessa fonte de ruído, designadamente laboração de estabelecimentos industriais, comerciais e de serviços;
Fonte: Decreto-Lei n.º 9/2007, de 17 de Janeiro [Regulamento Geral do Ruído]

»Actividade ruidosa temporária
[Ruído] É a actividade que, não constituindo um acto isolado, tenha carácter não permanente e que produza ruído nocivo ou incomodativo para quem habite ou permaneça em locais onde se fazem sentir os efeitos dessa fonte de ruído tais como obras de construção civil, competições desportivas, espectáculos, festas ou outros divertimentos, feiras e mercados.
Fonte: Decreto-Lei n.º 9/2007, de 17 de Janeiro [Regulamento Geral do Ruído]

»Açude
[Construção] Construção destinada a reter as águas de rios ou levadas; o mesmo que represa.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Acústica
[Ruído no local de trabalho] Parte da física que estuda o som e as suas propriedades.
É particularmente importante no âmbito da actividade laboral, considerando que contribui para o controlo da surdez profissional.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Aditivo
[Construção] Elemento ou composto que se adiciona a outros para lhe alterar as propriedades. São particularmente utilizados na construção, em argamassas, betões, tintas, colas, etc.
A sua composição química pode determinar a aplicação de medidas especiais de segurança.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Adjudicar
Acto oficial em que se outorga a execução de um trabalho a uma entidade mediante a assinatura de um contrato que estabelece as condições gerais e particulares da sua execução.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Adjudicatário
Pessoa singular ou colectiva que mediante contrato se propõe fornecer um bem ou prestar um serviço.
Fonte: Autoridade para as Condições do Trabalho

»Adjuvantes
[Construção] Produtos incorporados no betão para lhe modificar as propriedades ou o comportamento.
Podem ser aceleradores ou retardadores de presa, plastificantes anti-congelantes (que permitem trabalhar abaixo de zero graus centígrados), impermeabilizantes, endurecedores, etc.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Adução
[Construção] Conduzir; usa-se em fluidos para significar o seu transporte até às torneiras ou do exterior até ao depósito de armazenamento.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Aduela
[Construção] Peças que guarnecem o vão, na espessura da parede. Peça de madeira, curva, com que se forma um tonel.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Adufa
[Construção] Comporta que fecha um canal de saneamento.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Aeorofotogrametria
[Construção] Processo de determinação da planta de um terreno, à escala, executada a partir de fotografia aérea.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Afundimento
[Construção] Usado como sinónimo de assentamento.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Agência Europeia para a segurança e saúde no trabalho
Entidade criada pelo Conselho da Comunidade Europeia, que visa promover a segurança e a saúde dos trabalhadores fornecendo às instâncias comunitárias, Estados-Membros e outros, informação técnica, científica e económica neste domínio.
Fonte: Autoridade para as Condições do Trabalho

»Alglomerado
[Construção] Rocha sedimentar formada por partículas ligadas por elemento cálcico.
Em madeira ou cortiça, são materiais produzidos por compressão dessas partículas, aquecidas de modo a provocar a sua ligação através de componentes reactivados sobre o efeito do calor e da pressão.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Aglomerante
[Construção] Produtos que têm a propriedade de aglutinar outros (aglomerados). Estão entre eles os cimentos, gessos, alcatrões, betuminosos, etc..
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Água freática
[Construção] Água subterrânea que forma um lençol sobre uma camada impermeável. O seu nível superior pode variar com as infiltrações, pelo que pode constituir um risco em alguns trabalhos como, por exemplo, em escavações. Assim, deve ser controlado o seu nível e observadas as medidas de segurança recomendáveis.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Aguada
[Construção] Mistura de cimento com água, com alguma fluidez. Tinta diluída.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Aguarrás
[Substâncias perigosas] Diluente obtido a partir da resina do pinheiro e utilizado no fabrico de tintas e pastas de cera para pavimentos. Também designada por essência de terebintina. Deve ser usada com cuidado e observadas medidas de segurança apropriadas.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Agulha de vibrador
[Equipamentos de trabalho] Peça do vibrador de funcionamento eléctrico ou pneumático que se introduz no betão para obter a sua compactação e aumentar a resistência.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Alçado
[Construção] Projecção vertical da fachada de um edifício, à escala.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Alcatrão
[Construção] Produto resultante da destilação da madeira ou hulha, também designada por piche, que serve para calafetagens e impermeabilização.
Condições de Trabalho, 1996

»Alinhamento
[Construção] Direcção definida por duas ou mais estacas.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Alma
[Construção] Elemento que numa estrutura liga outros dois que suportam esforços.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Aloquete
Cadeado ou fecho (termo usado no Norte do País).
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Alto-relevo
[Construção] Elemento escultório sobre superfície plana e que sobressai desta mais de 50% do volume real.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Alvará
Documento emitido pelas autoridades que qualifica e autoriza uma empresa para o exercício de uma determinada actividade.
Fonte: Autoridade para as Condições do Trabalho

»Alvará
[Construção] Documento emitido pelas autoridades que qualifica uma empresa para contratar obras públicas ou particulares, dentro de certos valores.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Alvenaria
[Construção] Obra de pedreiro, executada com pedra, tijolo, blocos, betão ou outra pedra artificial, devidamente montadas e aglutinadas por um ligante. Se este não existir designa-se por alvenaria seca.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Ambiente de Trabalho
Conjunto de elementos físicos, químicos e biológicos que envolvem o Homem, no seu posto de trabalho. (Não incluem os factores sociais).
Fonte: Autoridade para as Condições do Trabalho

»Amianto
[Amianto] Amianto é o termo genérico para designar os seis silicatos fibrosos, referenciados de acordo com o número de registo admitido internacionalmente do Chemical Abstract Service (CAS):
Amianto actinolite, n.º 77536-66-4 do CAS;
Amianto grunerite, também designado por amosite, n.º 12172-73-5 do CAS;
Amianto antofilite, n.º 77536-67-5 do CAS;
Crisótilo, n.º 12001-29-5 do CAS;
Crocidolite, n.º 12001-28-4 do CAS;
Amianto tremolite, n.º 77536-68-6 do CAS;

O amianto é uma fibra mineral cujas propriedades de isolamento térmico, incombustibilidade, resistência e facilidade em ser tecida bem como o seu baixo custo justificaram a sua utilização nos diversos sectores de actividade, nomeadamente na construção e protecção dos edifícios, em sistemas de aquecimento, na protecção dos navios contra o fogo ou o calor, em placas, telhas e ladrilhos, no reforço do revestimento de estradas e materiais plásticos, em juntas, calços de travões e vestuário de protecção contra o calor.
A partir de 1960 foram divulgados estudos que estabeleceram a relação causal entre a exposição ao amianto e o cancro do pulmão, demonstrando que a sua frequência é 10 vezes superior em trabalhadores expostos ao amianto durante 20 anos ou mais do que na população em geral.
Todas as fibras de amianto são cancerígenas, qualquer que seja o seu tipo ou origem geológica. O amianto constitui um importante factor de mortalidade relacionada com o trabalho e um dos principais desafios para a saúde pública ao nível mundial, cujos efeitos surgem na maioria dos casos vários anos depois das situações de exposição.
Fonte: Decreto-Lei n.º266/2007, de 27 de Julho

»Amostra
Grupo de elementos, extraídos de um conjunto, que fornece informação necessária para avaliar uma ou mais características desse mesmo conjunto
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Amovível
[Construção] Em ferramentas ou máquinas, quando estas se podem deslocar ou movimentar facilmente.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Ampere
[Electricidade] É a intensidade de uma corrente eléctrica que atravessa um circuito com a resistência de um Ohm, quando a diferença de potencial é de 1 volt. Designa-se por (A). Além do Ampere é também utilizado o miliampere (mA), que representa 0,001 A.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Análise de riscos
Utilização sistemática da informação disponível para identificar os perigos e estimar os riscos profissionais.
Fonte: Autoridade para as Condições do Trabalho

»Ancoragem
[Construção] Fixação ao terreno ou elemento de fundação através de elemento de amarração.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Andaime
[Equipamentos de trabalho] Construção provisória destinada a suportar os operários e os materiais durante a construção, reparação ou demolição de uma obra.

Quanto ao uso, classificam-se:
Construção
Reparação
Demolição

Quanto à constituição:
De madeira
Metálicos
Mistos

Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Anemómetro
[Equipamentos de medição] Aparelho que serve para medir a velocidade do vento. É indispensável em todas as obras em que há trabalhos em altura ou gruas. Considera-se que 60km/h é o máximo de velocidade em que se pode permitir a execução dos trabalhos atrás referidos.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Ângulo de lingada
[Construção] É o ângulo formado pelos estropos e deve estar relacionado com a carga. Deve estabelecer-se como limite máximo 90º, sendo contudo aconselhável não ultrapassar os 60º.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Ânodo
[Electricidade] Pólo positivo de uma pilha ou bateria.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Anteprojecto
[Construção] Conjunto de elementos constituído por uma parte escrita, parte desenhada, elementos de cálculo e estimativa orçamental.
O anteprojecto segue-se ao estudo prévio e dá origem ao projecto, que é o documento base do licenciamento da obra.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Aparelhos
[Atmosferas explosivas] Entende-se por “aparelhos” as máquinas, materiais, dispositivos fixos ou móveis, órgãos de comando e instrumentos, sistemas de detecção e prevenção que, isolados ou combinados, se destinem à produção, transporte, armazenamento, medição, regulação, conversão de energia e/ou transformação de materiais e que, pelas fontes potenciais de inflamação que lhes são próprias, possam provocar uma explosão.
Fonte: COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Segurança e saúde dos trabalhadores expostos a atmosfera explosivas: guia de boas práticas. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto para a Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho, 2006

»Aparelhos de elevação mecânicos
[Construção] Na construção de obras públicas utilizam-se normalmente vários tipos destes aparelhos, tais como gruas, torres fixas ou móveis, gruas telescópicas e pás carregadoras, etc.
São também aparelhos de elevação os monta-cargas.
Os aparelhos de elevação, à excepção dos monta-cargas, são em geral dotados dos seguintes movimentos:
Elevação/movimento vertical da carga.
Translacção/deslocação da máquina ou da carga.
Rotação ou movimento circular.

Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Aprovisionamento
[Construção] Conjunto de tarefas que permitem fornecer todos os materiais a incorporar em obra, incluindo a sua aquisição, transporte, armazenamento, etc.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Área de descarga da explosão
[Atmosferas explosivas] A área geométrica de descarga de um dispositivo de descarga da explosão.
Fonte: COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Segurança e saúde dos trabalhadores expostos a atmosfera explosivas: guia de boas práticas. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto para a Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho, 2006

»Área de pré-fabricação
[Construção] Espaço reservado no estaleiro para a produção de construções em série, tais como fachadas, pré-lajes, escadas ou outros. Para uma boa gestão do estaleiro é aconselhável que este espaço esteja afastado da parte evolutiva da construção, mantendo áreas de armazenagem transitória na proximidade da mesma.
Devem ser previstos meios de elevação e movimentação desses elementos devidamente apropriados.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Área não perigosa
[Atmosferas explosivas] Uma área em que não é provável a formação de atmosferas explosivas em concentrações tais que exijam a adopção de medidas de prevenção especiais é considerada “área não perigosa”.
Fonte: COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Segurança e saúde dos trabalhadores expostos a atmosfera explosivas: guia de boas práticas. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto para a Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho, 2006

»Área perigosa
[Atmosferas explosivas] É considerada “área perigosa” uma área na qual se pode formar uma atmosfera explosiva em concentrações tais que exijam a adopção de medidas de prevenção especiais, a fim de garantir a protecção da segurança e da saúde dos trabalhadores afectados.
Fonte: COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Segurança e saúde dos trabalhadores expostos a atmosfera explosivas: guia de boas práticas. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto para a Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho, 2006

»Argamassa
[Construção] Material obtido pela mistura de um ligante (cimento, cal hidráulica ou cal aérea) com um inerte (areia) e água. Utiliza-se como ligante de materiais de construção (alvenaria de tijolo, pedra, etc.) assim como em rebocos ou esboços, para o que se utilizam dosagens e areias apropriadas.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Argila
[Construção] Rocha sedimentar que serve de matéria-prima para produção de produtos cerâmicos vermelhos como tijolos, telhas, etc.
Os terrenos com esta constituição oferecem riscos em trabalhos de escavação, quando embebidos em água, visto que varia significativamente o ângulo de atrito interno das partículas, pelo que devem ser observadas as medidas de segurança recomendáveis.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Armador
[Construção] É o trabalhador que executa armaduras de ferro e aço para betão.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Armadura
[Construção] Elementos em barras de aço que, introduzidos no betão, lhe conferem um aumento de resistência, em particular à tracção.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Arnês (de segurança)
[Segurança no trabalho] Equipamento utilizado quando há o risco de queda em altura, que suspende o trabalhador, sem o risco de provocar uma lesão na coluna como o cinto de segurança.
Deve dispor de elemento de fixação apropriado.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Asbestos
Ver Amianto.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Ascensor
O mesmo que elevador.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Asfalto
Betume negro, existente na natureza, de aspecto luzidio, que é utilizado em impermeabilizações e revestimentos de pavimentos de estrada, misturado com inertes.
Considerando que a sua aplicação é feita a quente, com libertação de fumos e vapores tóxicos, devem ser observadas medidas de segurança adequadas.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Asna
[Construção] Estrutura reticular plana, em geral triangular, que serve para suporte do telhado.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Assentamento
[Construção] Usa-se para traduzir a ideia de montar ou colocar em obra, por exemplo: portas, janelas, loiças sanitárias, etc.
Como termo técnico significa cedência vertical de um apoio.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Assoalhar
[Construção] Material obtido pela mistura de um ligante (cimento, cal hidráulica ou cal aérea) com um inerte (areia) e água. Utiliza-se como ligante de materiais de construção (alvenaria de tijolo, pedra, etc.) assim como em rebocos ou esboços, para o que se utilizam dosagens e areias apropriadas.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Associação Internacional da Segurança Social
Organismo criado em colaboração com a Organização Internacional do Trabalho, tendo como objectivo cooperar, no plano internacional, na protecção, na promoção e no desenvolvimento da segurança social no mundo, de modo a preservar a saúde do Homem, definindo para isso estratégias de política social onde a prevenção, a reabilitação e a reparação estão estreitamente ligadas.
Fonte: Autoridade para as Condições do Trabalho

»Assoreamento
Depósito de areias transportadas pela corrente das águas.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Aterro
[Construção] Depósito de terras com o fim de elevar o nível de um terreno. Este trabalho requer um planeamento adequado, em particular nas grandes obras em que há um grande movimento de viaturas.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Atmosfera explosiva
[Atmosferas explosivas] Entende-se por “atmosfera explosiva” uma mistura com o ar, em condições atmosféricas, de substâncias inflamáveis sob a forma de gases, vapores, névoas ou poeiras, na qual, após ignição, a combustão se propague a toda a mistura não queimada.
Fonte: COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Segurança e saúde dos trabalhadores expostos a atmosfera explosivas: guia de boas práticas. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto para a Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho, 2006.

»Atmosfera explosiva perigosa
[Atmosferas explosivas] Atmosfera explosiva presente em quantidades perigosas.
Fonte: COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Segurança e saúde dos trabalhadores expostos a atmosfera explosivas: guia de boas práticas. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto para a Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho, 2006.

»Atmosfera perigosa
Ambiente de trabalho em que se verificam condições adversas para a permanência dos trabalhadores, quer pelo risco de explosão, quer pela falta de oxigénio ou pela presença de algum produto nocivo.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Auditoria
Exame sistemático e independente para determinar se as actividades relativas à qualidade e respectivos resultados estão em conformidade com as acções planeadas e se estas acções estão efectivamente implementadas e são adequadas para atingir os objectivos. A utilização do conceito de Auditoria na prevenção de riscos profissionais é particularmente relevante no domínio do controlo da qualidade dos serviços prestados por empresas externas de segurança, higiene e saúde no trabalho e no domínio do auto-controlo sobre o sistema de gestão da prevenção numa dada unidade empresarial.
Fonte: Autoridade para as Condições do Trabalho

»Auto de advertência
[Procedimentos inspectivos da ACT – não coercivos] Procedimento utilizável quando a contra-ordenação consistir em irregularidade sanável e da qual ainda não tenha resultado prejuízo grave para os trabalhadores, para a administração do trabalho ou para a segurança social, indicando a infracção verificada, as medidas recomendadas ao infractor e o prazo para o seu cumprimento (art.º 632º do Código do Trabalho). Do incumprimento das medidas recomendadas resultam procedimentos coercivos.
Fonte: Autoridade para as Condições do Trabalho

»Autoclave
[Construção] Recipiente fechado utilizado para submeter produtos ou equipamentos a pressões e temperaturas altas. Na construção usa-se, em geral, para impregnação de madeira com insecticidas e fungicidas ou para tratamento de peças de betão.
Fonte: RODRIGUES, Germano. Segurança na Construção: Glossário. 1.ª Edição, Lisboa, Instituto de Desenvolvimento e Inspecção das Condições de Trabalho, 1996

»Autor do Projecto da Obra
[Construção] É a pessoa singular, reconhecida como projectista, que elabora ou participa na elaboração do projecto da obra.
Fonte: Decreto-Lei n.º 273/2003, de 29 de Outubro

»Avaliação acústica
[Ruído] A verificação da conformidade de situações específicas de ruído com os limites fixados na lei.
Fonte: Decreto-Lei n.º 9/2007, de 17 de Janeiro [Regulamento Geral do Ruído]

»Avaliação do risco
A avaliação do risco consiste no processo de identificar, estimar (quantitativa ou qualitativamente) e valorar os riscos para a saúde e segurança dos trabalhadores. Este processo visa obter a informação necessária à tomada de decisão relativa acções preventivas a adoptar.
Fonte: Autoridade para as Condições do Trabalho

 

Fonte: http://www.act.gov.pt