Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Concurso contempla 237 imóveis em todo o paísHouse 43

A Segurança Social acaba de abrir um novo concurso para a venda de imóveis em todo o país, que começa esta sexta-feira e decorre até ao próximo dia 17 de junho.

O processo irá decorrer como é hábito: será possível visitar os imóveis também aos sábados e nos feriados.

«Este ano, para além dos dias da semana, das 11h00 às 14h30, as visitas aos imóveis também se realizam nos sábados, dias 8 e 15 de junho, e nos feriados, dias 10 e 13 de junho, das 10h00 às 13h00 na modalidade Casa Aberta», destaca o Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social, no seu sítio na Internet.

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Para muitas pessoas vender uma casa é uma das maiores transações financeiras que alguma vez terão oportunidade de realizar. E,home 1 infelizmente, o processo de vender uma casa é hoje em dia mais complexo e demorado do que nunca. Ser bem sucedido numa transação imobiliária implica, geralmente, ter alguma experiência nos campos jurídico, financeiro e de marketing.

Ricardo Sousa, administrador da Century 21 Portugal, explica quais são os três erros mais comuns que dificultam a vida aos proprietários que estão a tentar pôr casas no mercado. Saiba como evitá-los e facilitar o processo de venda.

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Saiba quais as regras dos despejos.Cashhand

Para poderem iniciar o procedimento de despejo não basta apenas que o prorietário entregue o requerimento junto do BNA: há que pagar também as taxas devidas. Saiba quanto proprietários e inquilinos pagam e quais as regras dos despejos.


1 - Senhorio tem de notificar inquilino e respectivo cônjuge

Se a casa se destinar à habitação de uma família, e o senhorio iniciar um procedimento especial de despejo, este deve indiciar não só o inquilino, mas também o cônjuge do arrendatário. A notificação deve ser feita para o local arrendado. O pagamento de rendas, encargos ou despesas também pode ser deduzido contra o inquilino e respectivo cônjuge, mas não contra devedores subsidiários da obrigação do arrendatário.

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Fitch estima que desvalorização, nos próximos dois anos, seja de 13%. Mas o mercado já sofreu um processo de ajustamento e caiu 17% nos últimosHouse 45 anos

O preço das casas vai continuar a cair: a queda rondará os 13% nos próximos dois anos, valor a que se junta à redução já sentida pelo mercado nos últimos anos - cerca de 17% - o que levará a um movimento de correção inevitável de 30%, desde que o mercado atingiu o seu pico.

A verdade é que também o mercado imobiliário está nas mãos de Vítor Gaspar e dos elementos da troika: «O rendimento disponível das famílias têm influência no comportamento do mercado», explica à TVI Joaquim Montezuma Carvalho, do ISEG. O especialista sublinha que além da quebra no rendimento disponível, também a escassez no crédito bancário contribui para esta redução do preço das casas.

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Balcão Nacional de Arrendamento começa hoje a funcionar.au travail-40

O Balcão Nacional de Arrendamento (BNA) entra hoje em funcionamento, o que significa que os senhorios poderão iniciar procedimentos de despejo a partir de hoje. Desde 12 de Novembro - data de entrada em vigor da nova lei das rendas - que os despejos estavam congelados em Portugal, uma vez que a lei anterior foi revogada, mas o BNA ainda não estava em funcionamento. O Ministério da Justiça publicou ontem as portarias que faltavam e garante que hoje estará tudo em pleno funcionamento.