Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

As novas condições de mercado estão a atrair compradores nacionais. House_-_Cartoon_4

Os hoteleiros acreditam que, este Verão, o Algarve vai estar a abarrotar de turistas. Mas não só: também os mediadores e promotores imobiliários estão com as expectativas em alta para a época. É que, apesar do mercado imobiliário, especialmente o residencial, estar a sofrer com a crise económica e com as medidas restritivas no crédito à habitação, o certo é que o Algarve apresenta, neste momento, boas oportunidades de negócio.

Os responsáveis das empresas de mediação e dos promotores, prevêem que este ano deverá registar-se um aumento dos negócios neste mercado sazonal, principalmente através do reforço das vendas a clientes portugueses, actualmente o comprador "número um" de casas no Algarve.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Os promotores estão cada vez mais flexíveis a negociar o preço das casas,House_45 perante a crise.

Lisboa tem um ‘stock' de casas novas que teimam em não se vender, sobretudo em zonas como o Parque das Nações ou a Alta de Lisboa. Contudo, apesar do preço médio por metro quadrado se manter nos 3.500 euros, não é tanto pelo valor que as casas não se vendem - até porque já desde 2009 que os promotores têm vindo a praticar descontos que podem ir até 20%.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Antes de proceder à aquisição de habitação tenha em particular atenção o seguinte:House_61

Conservatória do Registo Predial
O registo predial destina-se essencialmente a dar publicidade à situação jurídica dos prédios, tendo em vista a segurança do comércio jurídico imobiliário. O registo definitivo constitui presunção de que o direito existe e pertence ao titular inscrito, nos precisos termos em que o registo o define.
Na Conservatória do Registo Predial da área onde se situa o imóvel poderá saber, entre outros, se:

- O imóvel está registado em nome daquele que se apresenta como proprietário do mesmo; 
- Não existem hipotecas ou penhoras a favor de terceiros;
- O imóvel ou a fracção não está sujeito a qualquer usufruto, ou outro ónus ou encargo (por exemplo servidão de vistas, acção judicial) a favor de terceiros.

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Nas relações correntes da gestão do condomínio, torna-se imprescindível aOffice_Building_4 elaboração de comunicações diversas entre a administração e os condóminos.
Nesta perspectiva, os pontos essenciais a considerar na feitura destas comunicações poderão ser sintetizados em várias minutas tipo, por forma a simplificar a administração do condomínio do prédio.
Pretende-se com estas minutas esclarecer, tanto quanto possível, o modo de elaboração das comunicações mais utilizadas entre o administrador do prédio e os condóminos, não contemplando eventuais situações específicas que, dada a sua natureza, não se enquadram na gestão corrente do condomínio.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

O Económico comparou os custos da compra de casa com os encargosOffice_Building_5 totais caso a opção escolhida seja o arrendamento.

Se questionássemos as famílias portuguesas sobre quais seriam os desejos que gostariam de realizar, provavelmente no topo das preferências surgiria a compra de casa. Contudo, este desejo parece cada vez mais difícil de concretizar. Os bancos estão a endurecer as condições de acesso ao crédito à habitação - a principal alternativa que os portugueses dispõem para comprar casa - e as taxas de juro estão a subir. Também o recente memorando de entendimento entre a "troika" e o Governo promete eliminar ou reduzir substancialmente alguns incentivos associados à compra de casa. Medidas que visam não só ajudar a "forrar" os cofres do Estado como estimular o mercado de arrendamento.