Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Os proprietários poderão actualizar as rendas de 2016 em apenas 0,16%, uma variação praticamente nula face aos valores actuais, e queHouse Cartoon 4 acontece depois de em 2015 não se ter verificado qualquer alteração.

O reduzido valor de actualização, que pode levar muitos proprietários a não fazer a actualização, resulta do baixo valor da inflação.

Os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), divulgados nesta quinta-feira, revelam que o índice de preços ao consumidor (IPC), sem habitação, nos últimos 12 meses fixou-se em 0,16%.

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Entrada e saída das casas no circuito de alojamento local pode levar ao apuramento de mais-valias sujeitas a cobrança adicionalArrendamento de casas de férias com novas regras

As rendas pagas aos donos das casas registadas como Alojamento Local (AL) terão de ser declaradas como rendimentos da categoria B, na declaração de IRS que será entregue em 2016. Apenas os proprietários que não exploram diretamente o imóvel (entregando-o, por exemplo, à administração do condomínio) podem optar por declarar os valores como rendimentos prediais (categoria F).

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A taxa oficial de actualização das rendas ao longo de 2016 pode rondar os 0,2% a 0,3%, o que representa um impacto praticamente nulo.home 1

As rendas de casa não deverão sofrer aumentos em 2016, tal como já aconteceu este ano.

Se a inflação média, sem contar com a habitação, mantiver, em Agosto, a tendência dos últimos meses, será praticamente neutro o impacto nas cerca de 700 mil rendas de casa em 2016. O cálculo é feito com base nos dados do Instituto Nacional de Estatística relativos à inflação, divulgados na quarta-feira.

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Mercado social de arrendamento destina-se à classe média, que não cumpre critérios para ter habitação social.Casas para arrendar por famílias mais carenciadas

Quando tomou posse, o ministro da Segurança Social, Pedro Mota Soares, apresentou o Programa de Emergência Social — um conjunto de medidas para atenuar os efeitos da crise entre os mais desfavorecidos. Uma delas visava a criação de um mercado social de arrendamento — um mercado para a classe média, que não cumpria critérios para ter habitação social, mas que também não tinha como pagar os preços normais dos alugueres das casas. Quatro anos depois, o balanço foi feito pelo Governo, através de dados avançados à agência Lusa: cerca de 2800 famílias beneficiaram da novidade.

Votos do utilizador: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Os novos contratos de arrendamento já podem ser comunicados online, ou seja, aqueles que foram realizados desde dia 1 de abril de 2015. Na Contratos de arrendamento podem ser feitos onlinesequência do decreto-lei “Portaria nº98-A” é já possível evitar a até aqui obrigatória ida às finanças para depositar cópia do contrato de arrendamento e efetuar o pagamento do respetivo imposto de selo (equivalente a 10% de um mês de renda). Agora pode aceder à área específica no Portal das Finanças criada para o Arrendamento e cumprir com as obrigações declarativas e fiscais associadas aos contratos de arrendamento.