Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Habitação: Maior aumento em cinco anosOffice_Building_1

As rendas de casa deverão aumentar cerca de 3,2% no próximo ano, de acordo com a inflação prevista pelos economistas. Trata-se do maior aumento dos últimos cinco anos. Se o Governo mudar as regras, os inquilinos prometem contestação.

Romão Lavadinho, presidente da Associação de Inquilinos Lisbonenses, adiantou à Lusa que os inquilinos vão discordar se os aumentos forem definidos segundo outros critérios. "A lei o que diz é que as rendas são actualizadas anualmente segundo a inflação. Se isso for assim, e se a inflação for na ordem dos 3%, não temos nada a objectar", disse. No entanto, o responsável da associação salienta que outra situação será "se o Governo quiser apenas aumentar as rendas, como já aumentou outros impostos". "Os aumentos [das rendas] não podem ser em função do que o Executivo terá acordado com a ‘troika’, porque a lei não permite isso. A menos que alterem a lei, mas, se alterarem a lei, nós cá estaremos para contestar", afirmou.

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

O programa do Governo confirma as medidas previstas de despejo dosHouse_-_Cartoon_4 arrendatários em caso de incumprimento dos inquilinos.

Um das novidades do pacote do Governo em relação às medidas para estimular o mercado do arrendamento é a introdução de um mecanismo de actualização de renda (dependente das condições de habitabilidade do imóvel), que permita a sua convergência para valores mais actualizados.

Contudo este mecanismo está desenhado numa lógica de negociação privada entre senhorio e arrendatário, ao mesmo tempo que será acompanhado da estipulação de regras de protecção social. Mas o Governo quer ir mais longe já que está a ponderar a revisão da prorrogação legal forçada dos contratos num horizonte de 15 anos. Ou seja, estão em causa a revisão dos contratos antigos de arrendamento.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

As partes no contrato de arrendamento podem estipular, por escrito, o regime deHouse_43 actualização da renda.

Se o não fizerem, a lei prevê que a renda seja actualizável, anualmente, em função de um coeficiente de actualização fixado pelo Instituto Nacional de Estatística e publicado na II Série do Diário da República, até ao final do mês de Outubro de cada ano.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Os descontos na compra de habitação, que podem ir até 20%, estão a atrairOffice_Building_4 mais investidores. Parte destas aquisições está a potenciar o negócio do arrendamento.

O mercado da habitação voltou a ser sedutor para quem investe em imobiliário, mas ainda não para quem quer comprar casa própria. Agora, o negócio é adquirir casas de tipologias baixas - T0 e T1 - para depois colocar no mercado de arrendamento.

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

De forma a facilitar o arrendamento e no âmbito da dificuldade em conseguirHomeless_-_Cartoon_1 crédito para compra de habitação, o Governo aprovou ontem novas regras de despejo.

Saiba o que fazer se for proprietário, e como se pode defender se for inquilino.