Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

O 3º período de candidaturas à Porta 65 Jovem de 2011, decorrerá entre as 10h:00 do dia 30 de Setembro eBulletin_Board_2 as 20h:00 do dia 17 de Outubro (hora do Continente).

Este programa apoia o arrendamento jovem de habitação para residência permanente, atribuindo uma percentagem de valor da renda como subvenção mensal.

Antes das candidaturas serem formalizadas os candidatos deverão:

  • confirmar se a morada de residência registada nas Finanças é a mesma da casa arrendada. Se não, deverão actualizá-la;
  • já ter a declaração de IRS relativa ao ano anterior a que diz respeito a candidatura entregue nas Finanças;
  • ter senha de acesso para entrega das declarações electrónicas, obtida junto dos serviços das finanças ou através do site das Financas;
  • ter e-mail pessoal;

Votos do utilizador: 3 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela inativaEstrela inativa

O programa de apoio ao arrendamento jovem - Porta 65 Jovem - vai apoiar umOffice_Building_4 total de 5.733 jovens.

Este é o resultado dos concursos de Abril e Maio e o número representa uma quebra significativa face às 8.153 candidaturas aceites no mesmo período do ano passado. Na prática, o Estado vai ajudar menos 2.420 jovens a pagar a renda de casa.

Apesar da redução houve um aumento da procura por este apoio já que foram entregues 10.147 candidaturas nos concursos de Abril e Maio, o maior número de candidaturas entregues desde que o programa entrou em vigor, em Dezembro de 2007. No entanto, publicados os resultados do concurso no site do Portal da Habitação, acabou por haver mais jovens a ficar de fora dos apoios do Estado.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

O Governo pediu uma caracterização dos beneficiários do programa Porta 65House_-_Cartoon_4 e, uma vez feito este estudo, admite vir a reformular os apoios ao arrendamento jovem.

Ao SOL o Ministério da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do Território, que tem a tutela do programa, escusou-se a especificar se as mudanças poderão passar por uma redução de verbas ou pela alteração das regras de acesso ao Porta 65. Mas o objectivo das mudanças está definido: «As restrições orçamentais impõem que se seja muito exigente no que respeita à definição das prioridades na afectação dos recursos disponíveis».

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

As artérias principais de Lisboa, como as ‘avenidas novas’, podem beneficiar de fundos comunitários para recuperar edifíciosOffice_Building_5 degradados.

Em 2012, estarão reunidas as condições para avançar com os projectos de reabilitação urbana, utilizando os fundos JESSICA.

Instituições, empresas e privados que estiverem interessados em candidatar-se às linhas de financiamento que vão ser disponibilizadas pelo fundo JESSICA têm de obedecer a várias regras e condições. Tome nota de alguns critérios imprescindíveis.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A Empresa Pública de Urbanização de Lisboa mudou a sua imagem eConstruction_Worker_09 redefiniu objectivos. Aposta é a reabilitação urbana.

A Empresa Pública de Urbanização de Lisboa (EPUL) fechou o ano de 2010 recuperada de uma situação de falência técnica e com uma nova estratégia, dirigida à reabilitação e à criação de condições para ter mais residentes em Lisboa. Fernando Santo, administrador da EPUL, o que existe agora é "um esforço na reactivação daquilo que é o negócio da empresa", disse na apresentação das contas de 2010, em Abril, lembrando que a EPUL foi criada com o objectivo de ser um braço direito da Câmara na requalificação da cidade.