Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

O aumento do IVA para 23% na electricidade e no gás já chegou. Saiba como manter uma facturaRecycle_Symbol magra face aos quilos que o Estado lhe acrescentou.

1. Troque as lâmpadas incandescentes

Substitua as lâmpadas incandescentes e as de halogéneo. Com uma utilização média de cinco horas diárias, recupera o investimento em menos de seis meses, segundo os dados da TerraSystemics, consultora perita em Energia e Gestão de Carbono. De acordo com a Quercus, a troca por lâmpadas economizadoras permite que uma família poupe 2,1% no consumo de electricidade, ou seja, 84 quilowatts por hora (kWh) e 11 euros por ano. A eficácia das lâmpadas fluorescentes tubulares é muito maior do que as incandescentes, pois produzem menos calor e a electricidade destina-se mais à obtenção de luz. São mais caras, mas consomem até menos 80%. As lâmpadas de baixo consumo são pequenos tubos fluorescentes adaptados a vários tamanhos, formas e suportes das mais comuns e a sua poupança permite amortizar o investimento antes de terminar o tempo de vida útil (entre 8 mil e 10 mil horas). Não são recomendáveis para sítios onde se acenda e apague muitas vezes a luz, porque este comportamento reduz significativamente a sua vida útil.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Compre online livros escolares para os seus filhos com descontos até 10%. Buy_2

Bertrand é hoje o nome da maior rede de livrarias em Portugal, integradas e estreitamente cooperantes no esforço de satisfazer as necessidades dos seus clientes.

Encontre o livro que procura ao melhor preço!

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

DGCI e Instituto de Infra-estruturas Rodoviárias indicam que novas cobranças coercivas irãotristes-06 acelerar processos e poupar custos para os cofres do Estado.

A partir de hoje, a dívida contraída por utentes que passam nas portagens sem pagar a respectiva taxa vai passar a ser executada pela Direcção-Geral de Impostos (DGCI), como tinha noticiado o Negócios no final de Junho.

Os tribunais deixam, assim, de analisar estes casos, o que deverá aumentar a celeridade da resolução dos casos e a poupança nas finanças públicas, de acordo com o comunicado de imprensa conjunta da DGCI e o Instituto de Infra-Estruturas (InIR).

Votos do utilizador: 2 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

A tarefa é mais fácil para os consumidores empresariais. Com seteRich comercializadoras a operar no mercado liberalizado de electricidade, a grande dificuldade reside na escolha. Para as famílias a escolha ainda está limitada a duas ofertas. Saiba quais os passos que deve dar.

1 - COMO MUDAR DE FORNECEDOR?
Deve obter a lista de fornecedores, disponível no ‘site' do regulador (www.erse.pt), e contactá-los. Compare as propostas recebidas com a do seu fornecedor actual para saber as vantagens.

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Ideia é evitar que cheguem mais acções aos tribunaisBlind_Justice

Os conflitos que oponham consumidores e empresas de comércio electrónico podem, a partir de agora, ser resolvidos através do CIMACE - Centro de Informação, Mediação e Arbitragem do Comércio Electrónico, que foi apresentado esta terça-feira.

O CIMACE é um centro de arbitragem para resolver litígios emergentes das relações de comércio que ocorram entre fornecedores e consumidores, de forma integralmente electrónica, evitando que cheguem mais acções aos tribunais jurisdicionais.